E-mail  |  Cadastro   |  Login   |  Mapa do Site  |  Home
Busca
Biointeratividade > Discussão por email > Discussão
Discussão  Voltar

Selecione uma das categorias abaixo para navegar pela Lista de Discussão
por E-mail Riscobiologico.org:




Sistemas de vigilância e números em geral

[ Riscobiologico.org - Diferentes emails foram agrupados nesta mensagem. ]

Previdência divulga acidentes de trabalho de 2017
Apesar de toda tecnologia para informação, este relatório poderia ser divulgado, até o 1º semestre deste ano,ou seja, com os dados de acidentes até Julho de 2018.
Previdência divulga acidentes de trabalho de 2017
Data: 02/10/2018 / Fonte: Redação Revista Proteção
Fonte: http://www.protecao.com.br/noticias/estatisticas/previdencia_divulga_acidentes_de_trabalho_de_2017/Jyy5AAjiAc/12678
att
Bartolomeu Dias
Téc. em Seg. do Trabalho Recife

.........................

Acidentes de trabalho apresentam queda de 6,2% em 2017
http://www.previdencia.gov.br/2018/09/acidentes-de-trabalho-apresentam-queda-de-62-em-2017/
Anuário Estatístico de Acidentes de Trabalho 2017, lançado na quinta-feira (27/09), mostra que 2.096 trabalhadores morreram em serviço
"Em 2017 foram registrados 549.405 acidentes de trabalho em todo o Brasil. Esse número representa uma queda de 6,19% em relação a 2016, com 585.626 registros. Os dados estão no Anuário Estatístico de Acidentes de Trabalho (AEAT 2017 - http://sa.previdencia.gov.br/site/2018/09/AEAT-2017.pdf) lançado nesta quinta-feira (27), durante reunião do Conselho Nacional de Previdência (CNP), em Brasília.
A queda registrada pela publicação segue a tendência de diminuição dos últimos dez anos. No período de 2008 a 2017, a taxa de incidência de acidentes de trabalho no país caiu de 22,98 para 13,74 acidentes a cada mil vínculos empregatícios.
O Anuário também mostra redução do número de mortes causadas por acidente do trabalho. Os registros passaram de 2.288, em 2016, para 2.096 no ano seguinte. Isso representa uma diminuição de 8,4%. Também houve queda de 15,5% na quantidade de trabalhadores que ficaram incapacitados permanentemente em decorrência de um acidente do trabalho - de 14.892, em 2016, para 12.651, em 2017.
Transporte Rodoviário de Cargas foi a atividade econômica que registrou maior número de óbitos, com 252 casos. Construção de Edifícios, por sua vez, apresentou maior número de casos de invalidez permanente, com 364 registros."
Apresentações realizadas durante a reunião:
Análises Preliminares - AEAT 2017
http://sa.previdencia.gov.br/site/2018/09/Apresentacao-AEAT-2017-Orion.pdf
Principais Resultados do Anuário Estatístico de Acidentes de Trabalho - 2017
http://sa.previdencia.gov.br/site/2018/09/Apresentacao-AEAT-2017-Alexandre-Zioli.pdf
Informações para a imprensa
Talita Lorena
(61) 2021-5876/5109
ascom.mps@previdencia.gov.br
Secretaria de Previdência"
Equipe Riscobiologico.org

 

-------------------------------------------------------
O conteúdo das mensagens é de inteira responsabilidade do autor do e-mail.

 


Enviada por Vários autores, em 08/10/2018


Vigilância - Acidentes do Trabalho (1)

Prezados colegas,

Gostaríamos de divulgar a publicação do "Manual Técnico do Curso Básico de Vigilância em Saúde do Trabalhador no Sistema Único de Saúde".

Está integralmente disponível no link: http://renastonline.ensp.fiocruz.br/sites/default/files/arquivos/recursos/manual_tecnico.pdf

E também em nosso Facebook: https://www.facebook.com/riscobiologico.org

Equipe Riscobiologico.org

 

"O presente Manual Técnico tem como objetivo subsidiar a formação de agentes de Vigilância em Saúde do Trabalhador (Visat) no âmbito da Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador (Renast) e dos seus Centros de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest). A formação de profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS), e também de outros setores do Estado e da Sociedade, para o exercício da Visat é um imperativo para fazer frente ao grave quadro de doenças, acidentes e mortes no trabalho, no Brasil. A implementação
[ + ] Exibir tudo


Respondida por Equipe Riscobiologico.org, em 08/11/2018


Vigilância - Acidentes do Trabalho (2)

Um trabalhador morre a cada 30 segundos no mundo por exposição a substâncias tóxicas, diz ONU | ONU Brasil
De acordo com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), cerca de um trabalhador morre a cada 30 segundos no mundo devido a exposição a produtos químicos tóxicos, pesticidas, radiação e outras substâncias prejudiciais.
https://nacoesunidas.org/um-trabalhador-morre-a-cada-30-segundos-no-mundo-por-exposicao-a-substancias-toxicas-diz-onu/
Sérgio Pereira
Técnico em Segurança do Trabalho.


Respondida por Sergio Pereira, em 12/11/2018


Vigilância - Acidentes do Trabalho (3)

Ontem ocorreu o lançamento do "Atlas Geografia do Uso de Agrotóxicos no Brasil e Conexões com a União Européia", elaborado pela Profa. Larissa Mies Bombardi da Faculdade de geografia da USP.
Trata-se de um levantamento de dados exaustivo e sem precedentes sobre o consumo de agrotóxicos no Brasil (todos com fontes oficiais) e faz um paralelo com o que acontece na União Européia. Conta com uma introdução sintetizando o trabalho de pós-doutoramento da professora e, a partir da página 67, são mais de 200 páginas com infográficos que esmiuçam, quantificam e facilitam a compreensão do TAMANHO DO PROBLEMA.
Considero de leitura obrigatória, não só para os profissionais das ciências agrárias, saúde e economia, mas para todos os que se alimentam
[ + ] Exibir tudo


Respondida por Jeronimo Guimarães, em 13/11/2018

 
Discussão por email
O que é a lista de discussão?
Formulário
Discussão
 
 


 
 


Riscobiologico.org - Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.          criação: AldeiaCom