E-mail  |  Cadastro   |  Login   |  Mapa do Site  |  Home
Busca
Biointeratividade > Discussão por email > Discussão
Discussão  Voltar

Selecione uma das categorias abaixo para navegar pela Lista de Discussão
por E-mail Riscobiologico.org:




Resíduos de Serviços de Saúde

Boa tarde,

Estou de uma discussão para descarte adequado de placentas em uma maternidade.

Conforme a Resolução RDC 222/18, temos descrito como resíduo biológico, subgrupo A4:

Subgrupo A4 - Peças anatômicas (órgãos e tecidos), incluindo a placenta, e outros resíduos provenientes de procedimentos cirúrgicos ou de estudos anatomopatológicos ou de confirmação diagnóstica. Resíduos de Serviços de Saúde do Grupo A - Subgrupo A4 / Art. 53: Os RSS do Subgrupo A4 não necessitam de tratamento prévio. Parágrafo único. Os RSS do Subgrupo A4 devem ser acondicionados em saco branco leitoso e encaminhados para a disposição final ambientalmente adequada. Conforme cita a RDC, as placentas são caracterizadas como resíduo A4.

Nosso hospital trata pacientes com Covid então consideramos os resíduos como grupo A1.

Nosso hospital possui coleta externa de resíduos diária, o que exclui no momento a necessidade de outros meios de conservação da placenta, pela sua fácil putrefação.

A RDC 222 também cita que: Art 15. O saco vermelho pode ser substituído pelo saco branco leitoso sempre que as regulamentações estaduais, municipais ou do Distrito Federal exigirem o tratamento indiscriminado de todos os RSS do Grupo A, exceto para acondicionamento dos RSS do subgrupo A5. Dessa forma, conforme é descrito no Art. 15, nossos resíduos vão em saco branco leitoso, já que temos regulamentação estadual especifica (Lei estadual nº 14.248), que exige o tratamento de todos os resíduos do grupo A.

Não encontramos outras legislações que citam a placenta.

Dessa forma preciso confirmar:

O descarte em saco branco leitoso com identificação de infectante para placenta está correto? Se não, por que?

Há alguma legislação que exige que a placenta tenha identificação ou cor de saco diferenciada?

Há algum tempo que é estabelecido para armazenamento da placenta no hospital, manutenção de placentário (mesmo que tenhamos coletas diárias)?

Atenciosamente,

Polliana Carvalho.

 

-------------------------------------------------------
O conteúdo das mensagens é de inteira responsabilidade do autor do e-mail.

 


Enviada por Polliana Carvalho., em 22/10/2020


Descarte - Placenta (1)

Cara Polliana e colegas de RB, segue alguns comentários sobre o caso do descarte das placentas.

Realmente, são resíduos A4. Não entendi bem sua referência à Covid. O fato de seu hospital tratar casos de covid não torna todos os resíduos A1. Apenas os resíduos dos pacientes com covid, ou suspeitos e sintomáticos é que são A1. Na grande maioria dos casos, as placentas provém de parturientes sem relação com covid, de forma que são resíduos A4 mesmo.

Mesmo com coleta diária, é necessário fazer um acondicionamento muito bem feito para as placentas, especialmente porque não temos sistemas de coleta conteinerizados na maior parte do Brasil, o que seria o correto. A placenta é um resíduo pesado e com bastante líquido e deve-se
[ + ] Exibir tudo


Respondida por Vital Ribeiro, em 26/10/2020

 
Discussão por email
O que é a lista de discussão?
Formulário
Discussão
 
 


 
 


Riscobiologico.org - Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.          criação: AldeiaCom