E-mail  |  Cadastro   |  Login   |  Mapa do Site  |  Home
Busca
Biointeratividade > Discussão por email > Discussão
Discussão  Voltar

Selecione uma das categorias abaixo para navegar pela Lista de Discussão
por E-mail Riscobiologico.org:




Conceitos e condutas gerais

Prezados Listeiros ,

ontem me deparei com um PPRA de uma terceirizada aqui na empresa onde descrevia animais peçonhentos como risco biológico quando identifique achei que tivesse errado que seria risco de acidente mas o colega afirmou que de fato animais peçonhentos deve ser em riscos biológicos vocês sabem dizer onde encontrar de forma técnica essa informação? Se procede ?

Qual a visão de vocês referente a este assunto ?

Desde já agradeço as contribuições e o fortalecimento no conhecimento de todos que essa lista promove.

Nubia da Cruz Silva
Técnica de Segurança do Trabalho

 

 

-------------------------------------------------------

O conteúdo das mensagens é de inteira responsabilidade do autor do e-mail.

 

 


Enviada por Nubia da Cruz Silva, em 12/04/2021


Conceitos - Animais Peçonhentos (1)

[ Riscobiologico.org - Diferentes emails foram agrupados nesta mensagem. ]

 

Bom dia Núbia,

As informações técnicas encontramos nas normas regulamentadoras. Por exemplo a NR-9 ainda em vigência trata risco biológico como:
9.1.5.3 Consideram-se agentes biológicos as bactérias, fungos, bacilos, parasitas, protozoários, vírus, entre outros.

Já a NR-32 traz a seguinte definição:
32.2.1.1 Consideram-se Agentes Biológicos os microrganismos, geneticamente modificados ou não; as culturas de células; os parasitas; as toxinas e os príons.

Já a nova NR-1 que entra em vigor a partir de agosto terá o seguinte entendimento:
Agente biológico: Microrganismos, parasitas ou materiais originados de organismos que, em função de sua natureza e do tipo de exposição, são capazes de acarretar lesão ou agravo à saúde do trabalhador. Exemplos: bactéria Bacillus anthracis, vírus linfotrópico
[ + ] Exibir tudo


Respondida por Vários autores, em 13/04/2021


Conceitos - Animais Peçonhentos (2)

[ Riscobiologico.org - Diferentes emails foram agrupados nesta mensagem. ]

 

Bom dia Nubia,

A definição de Risco Biológico está claramente definido na NR 32:

32.2.1 Para fins de aplicação desta NR, considera-se Risco Biológico a probabilidade da exposição ocupacional a agentes biológicos.

32.2.1.1 Consideram-se Agentes Biológicos os microrganismos, geneticamente modificados ou não; as culturas de células; os parasitas; as toxinas e os príons.

Portanto animais peçonhentos não entram na classificação de Risco Biológicos.

Espero ter ajudado.

Gil H. Brasil (EST)
Especialista em Higiene Ocupacional
Especialista em Saúde Pública

 

.........................

 

Boa noite,

Complementando o comentário do Eng. Marcelo, considero que o acidente com animais peçonhento começa como acidente típico, pois gera inicialmente uma lesão (picada, perfuração em pele íntegra ), e depois pode evoluir para risco biológico, em função das toxinas/ venenos
[ + ] Exibir tudo


Respondida por Vários autores, em 14/04/2021


Conceitos - Animais Peçonhentos (3)

[ Riscobiologico.org - Diferentes emails foram agrupados nesta mensagem. ]

 

Pessoal

Sou infectologista, nome cunhado no fim do século XX, para os médicos que se dedicam às doenças infecciosas e parasitárias.

Minha formação começou numa unidade voltada ao estudo das "Doenças Tropicais e Infectuosas". A Medicina Tropical compreendia então as Doenças Infecciosas e Parasitárias (DIP) que incluía e ainda inclui no Brasil, a abordagem dos acidentes por animais peçonhentos. Vítimas de acidentes com serpentes do gênero Bothrops são frequentemente internadas no Serviço de DIP do Hospital Universitário Antonio Pedro da UFF e são tratadas com anti-soros e antibióticos, tratamento parecido com o que era ministrado a pacientes com tétano ou difteria, hoje felizmente doenças do passado graças ao PNI do SUS.

Não imagino porque toxinas,
[ + ] Exibir tudo


Respondida por Vários autores, em 15/04/2021


Conceitos - Animais Peçonhentos (4)

[ Riscobiologico.org - Diferentes emails foram agrupados nesta mensagem. ]

 

Aproveitando o tema: boletim Acidentes de trabalho por animais peçonhentos entre trabalhadores do campo, floresta e águas, Brasil 2007 a 2017

https://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2019/marco/29/2018-059.pdf

Gerson

 

.........................

 

Dra. Jaqueline.

A nossa opinião é um fator importantíssimo nas questões ocupacionais, no entanto, temos uma legislação a obedecer, caso contrário podemos incorrer em uma série de desconfortos. Ao final do processo judicial, é a lei a única garantia que temos, a nossa opinião pouca importa em uma ação judicial.

Meu maior temor é que algum colega por achar que pelo fato da legislação não tipificar determinado item, que o mesmo não exista, abrindo uma enorme brecha para uma possível punição por negligência.

É sempre bom lembrar que, conforme reza a história da filosofia do
[ + ] Exibir tudo


Respondida por Vários autores, em 16/04/2021


Conceitos - Animais Peçonhentos (5)

[ Riscobiologico.org - Diferentes emails foram agrupados nesta mensagem. ]

 

Gerson:

Muito obrigada pelo Boletim Epidemiológico sobre Acidentes por animais peçonhentos.

Belo trabalho!

Jacqueline Menezes, Rio

 

.........................

 

Complementando.

A questão de ser ou não ser um agente de risco biológico pauta-se em não admissão de atividade insalubre no meio rural. Os senhores ruralista que pagam um salário de fome aos seus trabalhadores, imagine-se pagar mais o ônus de adicional de insalubridade a estes pelo potencial (o que caracteriza o anexo XIV da NR 15) exposição a biotoxina de víboras, escorpionideos ou aracnídeos, dentre outros.

É só esta questão.

Silvio Andrade

 

.........................

 

Parabéns Jeronimo!!!

Bartolomeu Dias

 

-------------------------------------------------------

 

 


Respondida por Vários autores, em 20/04/2021

 
Discussão por email
O que é a lista de discussão?
Formulário
Discussão
 
 


 
 


Riscobiologico.org - Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.          criação: AldeiaCom